RSS

Arquivo da Categoria: Música

“Lost” – Anouk

 
1 Comentário

Publicado por em Fevereiro 28, 2011 em Música

 

Madredeus – “Haja o que houver”

Haja o que houver
Eu estou aqui
Haja o que houver
espero por ti

Volta no vento ô meu amor
Volta depressa por favor
Há quanto tempo, já esqueci
Porque fiquei, longe de ti
Cada momento é pior
Volta no vento por favor…

Eu sei quem és
pra mim
Haja, o que houver
espero por ti…

Há quanto tempo, já esqueci
Porque fiquei, longe de ti
Cada momento é pior
Volta no vento por favor

Eu sei quem és
pra mim
Haja, o que houver
espero por ti…

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Fevereiro 22, 2011 em Madredeus, Música

 

Prazer em ouvir #1

>
Eu perco o chão
Eu não acho as palavras
Eu ando tão triste
Eu ando pela sala
Eu perco a hora
Eu chego no fim
Eu deixo a porta aberta
Eu não moro mais em mim…

Eu perco as chaves de casa
Eu perco o freio
Estou em milhares de cacos
Eu estou ao meio
Onde será
Que você está agora?…

Fotografia de Graça Loureiro
Música – ‘Metade’ por Adriana Calcanhoto
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Outubro 18, 2008 em Música

 

>Prazer em Recordar # 1

>

Fotografia de Carla Salgueiro

Put your head on my shoulder
Hold me in your arms, baby
Squeeze me also tight, show me
That you love me too

Put your lips next to mine, dear
Won’t you kiss me once, baby
Just a kiss good night, maybe
You and I will fall in love

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Setembro 6, 2008 em Música

 

>Across The Universe

>

Fotografia de Marta Ferreira


Words are flowing out like endless rain in to a paper cup,
They slither while they pass, they slip away across the universe
Pools of sorrow, waves of joy are drifting through my open mind,
Possessing and caressing me.

Nothing’s gonna change my world,
Nothing’s gonna change my world…

 
1 Comentário

Publicado por em Maio 10, 2008 em Música

 

>P’ra rua me levar

>
Não vou viver como alguém
Que só espera um novo amor
Há outras coisas
No caminho onde eu vou
Às vezes ando só
Trocando passos
Com a solidão
Momentos que são meus
E que não abro mão

Escuto no silêncio
Que há em mim e basta
Outro tempo começou
P’rá mim agora…
É! Mas tenho ainda
Muita coisa pra arrumar
Promessas que me fiz
E que ainda não cumpri
Palavras me aguardam
O tempo exacto p’rá falar
Coisas minhas…
Ana Carolina e Seu Jorge (ao vivo)

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Janeiro 13, 2008 em Música

 

Viagens

corponaareia.jpg

Já vai alta a noite, vejo o negro do céu,
deitado na areia, o teu corpo e o meu.
Viajo com as mãos por entre as montanhas e os rios,
e sinto nos meus lábios os teus doces e frios.
E voas sobre o mar, com as asas que eu te dou,
e dizes-me a cantar: “É assim que eu sou”,
olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo,
eu não tenho nada mais p’ra te dar,
esta vida são dois dias,
e um é para acordar,
das histórias de encantar.
Viagens que se perdem no tempo,
viagens sem princípio nem fim,
beijos entregues ao vento,
e amor em mares de cetim.
Gestos que riscam o ar,
e olhares que trazem solidão,
pedras e praias e o céu a bailar,
e os corpos que fogem do chão.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Setembro 4, 2007 em Música, Pedro Abrunhosa

 
 
%d bloggers like this: